Terapia ao Ar Livre


Você pode compartilhar agora?

Autora:

Em vez de quatro paredes: o mundo. Em vez de simular situações, vivenciá-las. Cada vez mais profissionais estão procurando driblar as terapias convencionais dos consultórios, para que seus pacientes, que possuem graus variados de dificuldade, possam vivenciar as situações do cotidiano. Existem técnicas como a Equoterapia ou o Acompanhamento Terapêutico, onde os profissionais levam esses pacientes ao cinema, a um restaurante, tudo para que possam participar da vida, de uma maneira mais prática.

A Equoterapia é uma terapia realizada com o cavalo e à cavalo. O paciente monta o animal com o auxílio de uma ou duas pessoas, uma à frente do cavalo segurando a rédea e a outra, andando mais atrás ao lado do paciente. O importante é mantê-lo sentado o mais próximo possível da serrilha do animal, pois é nesta posição que se encontra o maior ponto de equilíbrio e onde se aproveita totalmente o andar do animal. Se o paciente não consegue ficar montado sozinho, uma outra pessoa segue sentado com ele para que fique firme.

É indicada para a maioria dos tipos de paralisia cerebral, acidentes vasculares cerebrais, traumas crâneo-encefálicos, distúrbios visuais e/ou auditivos, esclerose múltipla, atrasos maturativos, formas psiquiátricas de psicoses infantis, autismo, amputações, Síndrome de Down, dependência química, stress, depressões, hiperatividade, dificuldade no aprendizado, timidez, coordenação motora, postura ou deficiências físicas podem ser sensivelmente aliviados ou superados.

Todas as informações acima, referem-se ao cavalo andando ao passo; as informações com o cavalo ao trote são totalmente diferentes, pois esse movimento vertical e saltitante determinam uma ação muito estimulante, podendo ser utilizada nas paralisias tipo pólio, mas jamais nas de origem central, como na paralisia cerebral, tornando seu uso limitado, segundo o instrutor Lico Fernandes, que trabalha com Equoterapia há 10 anos.

Devem supervisionar esta terapia uma equipe multidisciplinar composta por: Fisioterapeuta, Instrutor de Equitação, Terapeuta Ocupacional, Psicólogo, Pedagoga e Fonoaudiólogo. Fazem parte desta equipe também, guias ou condutores do cavalo, devidamente treinados, tratadores e um Médico Veterinário para os cuidados com o cavalo, que afinal, é o membro mais importante da equipe de trabalho. É indispensável o aval do médico para o paciente, criança ou adulto, praticar a Equoterapia, pois só ele pode avaliar com precisão cada caso.

O Acompanhamento Terapêutico (AT) é uma prática clínica que se utiliza na Psicoterapia, com o objetivo de integrar o paciente ao mundo, ou seja, levá-lo ao convívio social. O terapeuta o auxilia nas realizações de atividades práticas e diárias com o intuito da semi-independência e o apresenta a eventos culturais e sociais. Aplicam-se técnicas de “aproximação sucessiva”, como alguém que acolhe, acompanha, compartilha idéias, mantendo ao mesmo tempo um distanciamento crítico que lhe permite observar e avaliar a interação. “O primeiro passo é conhecer nosso paciente dentro da sua casa, conversar com ele. Muitos têm até medo de sair na rua, por isso precisamos conseguir a sua confiança. O efeito terapêutico é fantástico”, comenta a psicóloga Daniela Sardelli.

Sardelli está trazendo para São José dos Campos essa técnica, que já realiza em São Paulo. “Com uma turma de no máximo três pacientes, eu os levo para atividades externas como shopping, teatro, parques, etc. Dessa forma, inicia-se o convívio social. Logo fazem amizade um com o outro e a partir daí, aprendem de imediato a conviver com outras pessoas e com o mundo lá fora”, completa Sardelli.

O Acompanhamento Terapêutico é destinado a pacientes com atraso ou deficiência mental, física, psiquiátrica, como para dependentes de drogas ou álcool. Pode ser desenvolvido individualmente ou em grupo. O tratamento propõe a reintegração ou integração do paciente à sociedade.

 

 

Fonte 1:
Escola de Montaria Lico Fernandes
Responsáveis: Lico e Eliana Fernandes
Tel: 12 9764-4670 / 9718-6242 / 3911-2361

Daniela Sardelli de Menezes – Psicóloga
Tel: 12 9127-6483 / 3956-2557 / 11 9338-7976

 

Fonte 2:

http://www.servivo.com.br/banco/equoterapia_29.htm

 

Artigo publicado no “Site AT” em 20/05/2002.

Supervisão em AT.

Terapia ao Ar Livre
Você Pode Avaliar Agora?

Você pode compartilhar agora?

Ficamos felizes quando você escreve aqui!