Os Três Elementos Essenciais do Acompanhamento Terapêutico: Encontro no Cotidiano, Intuição e Movimento

Resumo: Este estudo tem como objetivo principal propor a intuição, o encontro no cotidiano e o movimento como os três pilares do Acompanhamento Terapêutico. A partir de uma conceituação criteriosa, buscamos discutir sobre as influências desses três elementos na condução dos casos clínicos. Deve-se observar a dificuldade de uma construção conceitual Ler mais…

A percepção dos psicólogos acerca da inserção do acompanhante terapêutico no tratamento de transtornos mentais

Resumo: este estudo buscou investigar a percepção dos psicólogos sobre a importância da inserção do Acompanhamento Terapêutico (AT) no tratamento de paciente com transtornos mentais.  Trata-se de um estudo misto. Na análise quantitativa participaram 68 psicólogos de Porto Alegre e grande Porto Alegre que respondessem um questionário fechado contendo 15 questões sobre seu conhecimento e percepção do AT. Para a coleta de dados qualitativa participaram 3 psicólogos do Brasil e da Argentina, onde foi utilizado um questionário com 11 questões abertas referentes a questões sobre à percepção e experiência sobre a prática do AT. Os instrumentos utilizados foram aplicados via internet. No estudo quantitativo os resultados mostraram que essa modalidade de tratamento ainda carece de mais esclarecimentos sobre qual a utilidade do AT, para quais casos é indicado e, também como se dá a sua prática. No estudo qualitativo, a análise de conteúdo possibilitou a formação de 7categorias, referentes a questões como formação necessária para o trabalho de AT, as funções do acompanhante terapêutico para com o paciente, e a importância da sua participação na equipe interdisciplinar.

Palavras-chave: Acompanhamento Terapêutico, Clínica, Transtornos mentais. (mais…)