Acompanhamento Terapêutico e Psicoterapia: Uma Conexão Possível Para Intervenções Fora da Instituição


Você pode compartilhar agora?

Autores:

  • Alex Sandro Tavares da Silva, Aline Namba, André Simplício, Ângela Figueiredo, Elisa Arrienti Ferreira e José Caetano Dell’Aglio Jr. (Equipe da Conexão: Psicoterapia e Assessoria Organizacional.).
  • Trabalho apresentado no Home Care – 2º Fórum de Debates da Região Sul. Porto Alegre, 16/08/2001.

Resumo:

O presente trabalho pretende elucidar pontos que aproximam a prática do Acompanhamento Terapêutico (AT) com as propostas da intervenção psicoterápica Cognitivo, com o propósito de uni-las para um trabalho fora do ambiente institucional.

Através de um trabalho de levantamento bibliográfico (ex.: BECK, 2000; CABALLO, 1996, etc.), podemos comparar estas duas vertentes, fazendo uma conexão entre elas nos quatro aspectos a serem relatados a seguir:
1) Oferecer “apoio” ao paciente e as grupos do qual participa X Educar o paciente e aos grupos do qual participa sobre as intervenções cognitivas.
2) Levar à (re) socialização X Treinamento de habilidades sociais.
3) Criar maneiras de realizar as tarefas diárias X Estratégias de resoluções de problemas.
4) Ser um modelo de identificação X Ampliar o repertório de condutas e pensamentos.

Tendo em vista os quatro pontos citados acima, pensamos que seria de grande utilidade a intervenção interdisciplinar entre acompanhantes terapêuticos e psicoterapeutas. Acreditamos que, ao utilizar essa forma de intervenção clínica podemos acompanhar o potencializar dos processos terapêuticos, pois as pessoas envolvidas na dinâmica poderão elaborar planos conjuntos de intervenção dentro e fora da instituição, fazendo com que o paciente seja o principal beneficiário.

Ebook AT

Bibliografia

  • BECK, Aaron; ALFORD, Brad. O Poder Integrador da Terapia Cognitiva. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000. 173p.
  • CABALLO, V. E., Manual de Técnicas de Modificação do Comportamento. (1. Edição), São Paulo: Livraria Santos Editora Com. Imp. Ltda., 1996.
  • FIGUEIREDO e SEGAL em: PELLICCIOLI et alli (orgs.). Cadernos de AT: uma clínica itinerante. Porto Alegre: Grupo de Acompanhamento Terapêutico Circulação, 1998, 150p.

Artigo publicado no “Site AT” em 26/06/2002.

Supervisão em AT.

Acompanhamento Terapêutico e Psicoterapia: Uma Conexão Possível Para Intervenções Fora da Instituição
Você Pode Avaliar Agora?

Você pode compartilhar agora?

Ficamos felizes quando você escreve aqui!